culturais, Mundo melhor

A Marcha das Mulheres Indígenas e a Marcha das Margaridas 2019

Muitas pessoas do meio corporativo alertam sobre a necessidade de gestores e produtores não se posicionarem em relação a determinados assuntos uma vez que posicionamentos ideológicos podem vir a ser empecilhos de vendas.

Por aqui pensamos e corremos ao CONTRÁRIO do pensamento “comercialesco” da nossa profissão. A nossa opção por realizar trabalhos que façam bem à humanidade é cada dia mais latente.

Documentar culturas, ensinamentos, diversidade, documentar sustentabilidade, defender os direitos humanos, defender as minorias e participar da costura de memória artística das cidades, estados, país e países vizinhos… Uma baita missão que a cada dia nos chega nas mãos.

Ainda estamos sem palavras para discorrer sobre termos testemunhado e filmado as Marchas das Mulheres Indígenas e a Marcha das Margaridas em Brasília/DF nos dias 13 e 14 de Agosto. A força feminina é das coisas mais grandiosas que alguém pode presenciar na vida.

Fomos filmar um documentário para a ANAÍ Associação Indigenista de Salvador/BA, cujo projeto Cunhataí Ikhã levou mulheres jovens indígenas de aldeias baianas a participarem de sua primeira marcha. A ANAÍ é hoje apoiada pela Malala Fund e o nosso trabalho certamente chegará a muitas outras mulheres do mundo. Deixo o nosso imenso agradecimento à historiadora Ana Paula Ferreira de Lima pela credibilidade e confiança.

Daí a importância de nos posicionarmos sim, a deixar saber que não somos uma organização empresarial que pensa em capitalizar-se sem critério. Dinheiro é importante? Sim. Estaríamos à venda? Nunca.

Nossa luta recente e próxima batalha é a de realizar um belo filme ao “Território: nosso corpo, nosso espírito.”

 

Um abraço apertado

Raquel Alvarez – Diretora

 

Anúncios
culturais, institucional

O Fliaraxá 2019 – Cobertura audiovisual

A Caturra Digital Filmes pelo sétimo ano faz a cobertura do Festival Literário de Araxá, o Fliaraxá. O evento aconteceu entre os dias 19 e 23 de Junho na cidade de Araxá, Minas Gerais.

Neste ano uma equipe de 6 profissionais do audiovisual produziram 05 vídeos institucionais editados inloco e reproduzidos antes dos eventos do palco principal.

O vídeo diário de maior repercussão foi gravado com a vencedora do Prêmio de Redação Maria Amália Dumont, a jovem Ariana Emanuelly Martins dos Santos da Silva de 9 anos. O tema da sua redação foi “Ler, viver e imaginar”.

Além das produções institucionais diárias, foram feitas transmissões ao vivo com 3 câmeras dos principais eventos.

O time de comunicação do festival foi integrado por 18 profissionais nas áreas de jornalismo, assessoria de imprensa, comunicação digital, fotografia e vídeo. A equipe da Caturra esteve rodeada de um time de “luxo”.

Assistam ao mini-doc relatório do Fliaraxá 2019. No canal do youtube do festival você acompanha nossas outras produções.

 

Nosso agradecimento especial ao gestor cultural Afonso Borges e às centenas de profissionais e colegas de empreitada.

 Au revoir

Cordialmente

Raquel Alvarez – Diretora executiva

 

culturais, institucional

RENATO RUSSO – O MUSICAL em Belo Horizonte 2018

Da assessoria: “Renato Russo- O Musical percorreu mais de 40 cidades, já foi assistido por quase 300 mil pessoas em 400 sessões. Após temporada no Teatro Frei Caneca, a peça segue em turnê por outras cidades brasileiras.”

Uma das cidades da turnê foi Belo Horizonte, onde a Caturra Digital Filmes fez este vídeo lindo.

Texto: Daniela Pereira de Carvalho / Direção: Mauro Mendonça Filho / Direção Musical: Marcelo Alonso Neves / Com: Bruce Gomlevsky/ Banda Arte Profana: Guitarra: Ziel de Castro – Baixo: Maninho Bass – Teclado: Juba Califórnia – Bateria: Marcos Vinni / Iluminação: Wagner Pinto / Cenografia: Bel Lobo e Bob Neri / Figurino: Jeane Figueiredo / Realização: BG ArtEntretenimento e Gávea Filmes / Patrocínio: REDE / Produtores associados: Bianca de Felippes e Bruce Gomlevsky / Produção local BH: Rubim Produções

culturais, institucional

BOOKTRAILER – O Menino, o assovio, e a encruzilhada.

Era uma vez uma menino, personagem criado pelo escritor mineiro Afonso Borges. Ele também é diretor do Projeto Sempre um Papo, e um dos mais importantes curadores literários do Brasil.

Ele escreve o seu primeiro livro infantil em 2016, O Menino, o assovio, e a encruzilhada, com ilustrações de Alexandre Rampazo.

Booktrailer: O Menino, o assovio, e a encruzilhada – Um livro de Afonso Borges from Caturra Digital Filmes on Vimeo.

Além disso, ele idealizou um book trailer e convidou o John Ulhoa, diretor musical da banda Patu Fu, para compor uma trilha que inspirasse tudo aquilo que o menino sentia. O resultado da trilha? Lindo, né?

Depois da trilha linda veio o convite para a Raquel Alvarez fazer o vídeo. Uma responsabilidade danada, enorme, do tamanho dos sonhos daquele menino. Com uma ajudinha do amigo Glauber Rodrigues, ele nasceu.

Sabe o que o Alexandre Rampazo e o John falaram?? “Agora o menino está vivo! Viva!”

Sim, o personagem agora está vivo.

Obrigada Afonso Borges pela lembrança, e seguiremos sonhando e assoviando pelos caminhos.

Caturra Digital Filmes e equipe.
#somostodoscaturra

culturais, Uncategorized

BAILE DO MENINO DEUS – Recife/PE

No fim do ano de 2015 a equipe da Caturra Digital fez a cobertura do espetáculo Baile do Menino Deus no marco Zero de Recife/PE. Em 3 noites de espetáculo, foram mais de 50 mil pessoas que viram, aplaudiram, e cantaram muito junto com um talentoso grupo de artistas.

Mais uma vez a Rede deixou o seu importante incentivo à cultura popular brasileira.

Coordenação e produção: Raquel Alvarez
Câmeras: Leo Good God e Guilherme Pedreiro
Montagem e finalização: Raquel Alvarez