aconteceu

ACONTECEU NA CATURRA – Mar,Abr, Mai 2017

Todas as vezes que alguém nos pergunta sobre como temos visto as transformações do mercado de consumo de vídeos, internet, TV, etc, sempre respondemos: “Somos líquidos, sabemos nos adaptar a tudo o que muda.”

Sem nunca parar o modo “atualização”, vejam um pouco de alguns trabalhos dos últimos de meses das nossas equipes.

Foram institucionais, cobertura de eventos, programas de TV, informativos, e cervejas especiais.

Isso, fomos todos produção.

Mês que vem tem surpresa e documentário novo de um projeto muito emocionante. Serão histórias e mais histórias de um mundo que tantas vezes fingimos não existir. Por enquanto é segredo de estado, tá??

Um abraço apertado e o nosso agradecimento eterno por vocês sempre acontecerem conosco.

Raquel Alvarez – Diretora Executiva.

documentário

Um Fragmento da Adoção Tardia no Brasil

No Brasil, existem milhares de crianças e adolescentes que vivem em abrigos privados do seu direito de viver em família. O jovem Willians, adotado aos 18 anos, também já foi um número. O Curta Metragem “Teu Abraço, Esperança: Um Fragmento da Adoção Tardia no Brasil”, busca contar sua história. Ele relata como é perder a mãe aos três anos de idade, vida nas ruas de Recife, a solidão dos abrigos, ser rejeitado pela tia. Willians é exemplo de resiliência e fé, prova de que nunca é tarde para ser família.

TRAILER / Curta – Teu Abraço, Esperança: Um Fragmento da Adoção Tardia no Brasil from Caturra Digital Filmes on Vimeo.

Direção:
Raquel Alvarez

Produção e som direto:
Diogo Almeida

Roteiro e montagem:
Raquel Alvarez

Apoio de produção:
Ana Flavia Coelho Lopes
Vice-Presidente do GADA
(Grupo de Apoio à Adoção, Convivência Familiar e Comunitária)

Vanici Cristina de Oliveira Veronesi
Diretora-presidente do GAABH
(Grupo de Apoio à Adoção de Belo Horizonte)

Trilhas:
Big Screen
Nevada City
Golden Days
Podington_Bear

aconteceu

ACONTECEU NA CATURRA – AGO/SET 2016

No ano de 2012 filmamos um documentário média-metragem na cidade de Bom Despacho em Minas Gerais sobre uma comunidade Quilombola, chamado “A Filha de São Sebastião“.

A matriarca, Dona Tiana, nos ensinou uma lição para toda a vida: “Se estiver com medo, vai com medo mesmo, mas não deixe de seguir adiante”.

Há quase dez anos a Caturra Digital Filmes nasceu em Belo Horizonte. Aprimoramento sempre, conhecimento sempre, diálogo sempre, e o resultado fica lindo assim.

Fica o nosso agradecimento pelos resultados a uma equipe de pelo menos 20 profissionais envolvidos em tudo isso.

Ficamos já na expectativa do próximo que está cheio de trabalhos novos!

Um abraço apertado.

Raquel Alvarez – Produtora Executiva

 

OIE! Aproveite e inscreva-se em nosso canal do Youtube e veja novidades.

institucional

Agosto, mês de #somostodoscaturra

Dizem, e nós concordamos, que a profissão na área audiovisual é das mais prazeirosas que existem.

Há quem discorde, mas uma coisa é certa: a nossa profissão escreve as memórias do mundo. Elas podem ser divertidas, emocionantes, desenhadas, documentadas, em forma de texto, jornalismo, cinema, ilustração, gráficos, entrevistas, pesquisa, apuração… Tudo isso forma aquele novelo de avó gostoso de tecer. Vejam alguns frames dos caminhos que percorremos este mês. Clientes novos, outros clientes já recorrentes, e sabem o que virou?? Mistura boa e mineira.

O Mês de Agosto na Caturra Digital Filmes veio cheio de surpresas e desafios de muitos trabalhos realizados por diversas equipes.

 

Obrigada mais uma vez por tudo!

Raquel Alvarez – Produtora Executiva

 

culturais, institucional

BOOKTRAILER – O Menino, o assovio, e a encruzilhada.

Era uma vez uma menino, personagem criado pelo escritor mineiro Afonso Borges. Ele também é diretor do Projeto Sempre um Papo, e um dos mais importantes curadores literários do Brasil.

Ele escreve o seu primeiro livro infantil em 2016, O Menino, o assovio, e a encruzilhada, com ilustrações de Alexandre Rampazo.

Booktrailer: O Menino, o assovio, e a encruzilhada – Um livro de Afonso Borges from Caturra Digital Filmes on Vimeo.

Além disso, ele idealizou um book trailer e convidou o John Ulhoa, diretor musical da banda Patu Fu, para compor uma trilha que inspirasse tudo aquilo que o menino sentia. O resultado da trilha? Lindo, né?

Depois da trilha linda veio o convite para a Raquel Alvarez fazer o vídeo. Uma responsabilidade danada, enorme, do tamanho dos sonhos daquele menino. Com uma ajudinha do amigo Glauber Rodrigues, ele nasceu.

Sabe o que o Alexandre Rampazo e o John falaram?? “Agora o menino está vivo! Viva!”

Sim, o personagem agora está vivo.

Obrigada Afonso Borges pela lembrança, e seguiremos sonhando e assoviando pelos caminhos.

Caturra Digital Filmes e equipe.
#somostodoscaturra