institucional

ACONTECEU NA CATURRA – JAN E FEV 2017

Existe sempre o costume dos diálogos no Brasil de que: “Brasileiro só entende que o ano começou depois do carnaval”. Não acreditem nisso.

Parar para festejar na há mal nenhum, afinal, uma boa marchinha, brilhos, glitter, cores, maquiagens, sorrisos… tudo isso enfeita o nosso ano de alegrias. Não gosta de carnaval? Tudo bem também, curta aquilo que te faça feliz.

Para mostrarmos os trabalhos de Janeiro e Fevereiro da Caturra Digital Filmes, a nossa editora DJ estava em ritmo de festa, portanto sorriam e divirtam-se.

Estivemos trabalhando muito desde o início de 2017 com muitos vídeos promocionais da área de educação, idiomas, empreendedorismo social, literatura, arquitetura, artesanato, TV e cultura. Agradecemos muito a todos os profissionais envolvidos.

Abração apertado

Raquel Alvarez – Produtora, Publicitária, e Jornalista

 

Assistam também a nossa playlist de “Coisas de Produção” no Youtube.

Anúncios
Uncategorized

Adélia Prado em BH

Um comercial feito em prazo curtíssimo, com o bom e velho desafio: “Faremos este job, como em outras ocasiões, um comercial de apenas informe, ou podemos ir além?”

Esta foi a pergunta que martelou na cabeça durante todo um dia. No meio deste mesmo dia, Afonso Borges e eu falamos ao telefone, e ele disse: “Quel, faça o vt mais lindo, lindo, lindo”.

Adélia Prado em Belo Horizonte from Caturra Digital on Vimeo.

Pronto, com frio na barriga é mais legal, não é? Tínhamos já imagens de arquivo desta tão bela escritora brasileira produzidas no Fliaraxá 2013, onde Adélia foi a grande homenageada.

Com mais uma dose de imagens no estilo vídeo-poesia produzidas em nosso mini estúdio, mais um pouco de coração, sentidos à flor da pele, e o comercial virou o que deveria virar. Elegante, poético, feminino, diferente… tudo no mesmo pote desafiador dos 30 segundos.

Agora é a vez do público viver literatura junto a esta grande escritora, escutar sarau, sentar junto, lembrar da vida, sorrir baixinho, e preparar-se para as experiências.

Viva a literatura brasileira!
Um grande abraço

Raquel Alvarez